DESLOCAMENTO DE DISCO ARTICULAR COM REDUÇÃO: REVISÃO DA LITERATURA

  • Igor Aguiar Nascimento Unoesc
  • Christian Kunzler
  • Mauricio Ranckel
  • Paulo Ries
  • Francisco Fronza
  • Léa Dallanora

Resumo

A Articulação Temporomandibular pode ser acometida pelas mesmas doenças e desordens que afetam outras articulações do sistema músculo-esquelético, como os deslocamentos de disco, doenças articulares degenerativas (osteoartrite), artrites inflamatórias e sinovites. O deslocamento de disco articular é o incorreto posicionamento dele com as superfícies côndilo/fossa e a eminência articular. Sua etiologia não é totalmente esclarecida, porém, uma das causas mais importantes é a hiperatividade muscular, que ocorre especialmente durante parafunções. Em decorrência do tracionamento prolongado, os ligamentos do disco podem ceder e iniciar o processo de desalojamento, que pode evoluir para o deslocamento de disco. No deslocamento com redução, o disco encontra-se deslocado à frente do côndilo quando a boca está fechada, mas recupera um melhor posicionamento quando aquele translada para a posição protrusiva. Durante o movimento de translação, o côndilo recaptura o disco articular produzindo um som articular, ruído ou estalo com redução, assim denominado porque ocorre a redução do disco deslocado para uma posição de maior normalidade. Quando a mandíbula volta à posição retrusiva, outro ruído pode ocorrer, sendo denominado ruído recíproco, quando novamente o disco volta a se posicionar incorretamente à frente do côndilo. O estalo é o tipo de ruído mais frequente e é aparentemente mais prevalente na infância do que na fase adulta, acometendo mais mulheres do que homens. Um achado clínico comum é o desvio da linha média para o lado da articulação afetada durante a abertura. O ruído articular de redução e o recíproco são de característica curta, seca, sendo geralmente únicos, embora possuam amplitudes e frequências diferentes e são caracterizados pelo estalo e pela crepitação. A presença dos ruídos articulares tornou-se extremamente valorizada, porque passaram a ser diretamente relacionados ao deslocamento de disco.

Palavras-chave: Deslocamento de disco articular. Redução de disco articular. Ruído articular.

Publicado
25-11-2013
Como Citar
Nascimento, I. A., Kunzler, C., Ranckel, M., Ries, P., Fronza, F., & Dallanora, L. (2013). DESLOCAMENTO DE DISCO ARTICULAR COM REDUÇÃO: REVISÃO DA LITERATURA. Ação Odonto, 1(1), 21. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acaodonto/article/view/3825
Seção
Resumo Categoria II