Diagnóstico e tratamento precoce de cisto dentígero como prevenção de ameloblastoma

  • Fernanda Jackeline Marques Unoesc
  • Raquel Götz
  • Natalia Martinazzo
  • Rute Rocha
  • Alessandra Smialoski
  • Amanda Fiorelli
  • Grasieli Ramos
  • Acir José Dirschnabel

Resumo

O cisto dentígero (CD) é uma lesão benigna originada de epitélio odontogênico associado à coroa de um dente não erupcionado, o qual pode se transformar em um ameloblastoma. O ameloblastoma, por sua vez, além de se originar do epitélio de cistos odontogênicos, pode derivar dos restos do órgão do esmalte e do epitélio bucal. O objetivo com este estudo é avaliar o potencial de transformação do cisto dentígero em ameloblastoma unicístico (AU) a fim de evidenciar a importância de um diagnóstico e tratamento adequados. O levantamento bibliográfico foi realizado nas bases de dados SciELO e em livros de patologia oral (entre os anos 2006 e 2015). Os CDs classificam-se como cistos de desenvolvimento, sendo estes os mais comuns dos cistos odontogênicos, e o AU classifica-se como tumor benigno com comportamento mais agressivo. O CD e AU apresentam origem, aspectos clínicos e radiográficos semelhantes. Ambos exibem imagem unilocular, geralmente com contorno radiolúcido na coroa de dente incluso. Diferenciam-se por meio de exame histopatológico, no qual o CD apresenta um revestimento epitelial delgado com células achatadas não ceratinizadas, com cordões e ilhas de epitélio odontogênico na cápsula fibrosa; já o AU possui revestimento de epitélio ameloblástico com a camada basal hipercromática e polarizada e as células epiteliais sobrejacentes frouxamente arranjadas, semelhante ao retículo estrelado. Segundo a literatura, esse potencial de transformação em AU ocorre em aproximadamente 17% dos casos de CD. A etiologia da transformação do CD em AU provavelmente é resultado de um defeito funcional do gene P53, o qual deixa de induzir a apoptose de células císticas durante a oncogênese. Portanto, é necessário o estabelecimento de um diagnóstico mediante exame histopatológico para que se determine um tratamento e prognóstico adequados por parte do cirurgião-dentista, evitando-se, assim, a transformação de cisto dentígero em ameloblastoma.

Palavras-chave: Cisto dentígero. Ameloblastoma. Tumores odontogênicos.

Publicado
14-03-2018
Como Citar
Marques, F. J., Götz, R., Martinazzo, N., Rocha, R., Smialoski, A., Fiorelli, A., Ramos, G., & Dirschnabel, A. J. (2018). Diagnóstico e tratamento precoce de cisto dentígero como prevenção de ameloblastoma. Ação Odonto, (2). Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acaodonto/article/view/16016
Seção
Resumo Categoria II