A importância do estabelecimento e manutenção da saúde bucal em pacientes submetidos a implante dentário

  • Gabriela Ansolin Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC
  • Gabriela Masotti Cardoso Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC
  • Raquel Heck Götz Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC
  • Natalia Martinazzo Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC
  • Leonardo Rosalen da Silva Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC
  • Soraia Watanabe Imanishi Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC
  • Marcelo da Silva Muniz Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC
  • Acir José Dirschnabel Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC

Resumo

Realizado por meio da inserção de pinos de titânio nos ossos maxilares, o implante dentário tem a finalidade de substituir a raiz dental e é o procedimento mais indicado para substituir dentes que não exercem mais sua função biológica. O objetivo com este trabalho é enfatizar a importância de uma boa condição bucal e sistêmica para pacientes que serão submetidos a um implante, bem como as condições ideiais para manter um implante osseointegrado. O levantamento bibliográfico foi realizado por meio das bases de dados SciELO, EBSCO e PubMed e em livros de periodontia clínica e implantologia oral (entre 2007 e 2017). É imprescindível para a reabilitação bucal utilizando implantes dentários a condição saudável dos tecidos periodontais (sustentação e proteção), fazendo-se necessário, muitas vezes, a adequação do meio bucal, mudança de hábitos, como cessação do tabagismo e etilismo, além de tratamentos sistêmicos para controle de doenças, como a diabetes mellitus, na qual os pacientes apresentam maior risco de desenvolver infecções e complicações vasculares que afetam a cicatrização, e distúrbios que afetam o metabolismo ósseo (osteoporose, pacientes que realizaram uso prolongado de bifosfonatos ou irradiados na região de cabeça e pescoço). Além dos cuidados sistêmicos salienta-se a importância de escovar os dentes após cada alimentação, fazer uso do fio dental/escovas interdentais para as faces proximais e para auxiliar a limpeza em áreas adjacentes ao implante. A manutenção desses cuidados após a instalação do implante e reabilitação protética é indispensável como prevenção de doenças periimplantares como mucosites periimplantares e periimplantites, cujos fatores etiológicos primários correspondem a microbiota específica presente no biofilme. Nesse contexto, as principais medidas preventivas compreendem uma meticulosa higiene oral, acompanhamento odontológico periódico e motivação do paciente para um adequado controle de biofilme.

Palavras-chave: Periodontia. Implante dentário. Higiene bucal.

Referências

Lindhe J, Lang, NP, Karring, T. Tratado de Periodontologia Clínica e Implantologia Oral. 5a. Ed. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan. 2010. p. 1304.

CARRANZA, Fermin A.; NEWMAN, Machael G.; TAKEI, Henry H. Periodontia Clínica. 11. ed. Rio de Janeiro: Elsevier Editora Ltda, 2012.

VASCONCELOS, Manuela. Implantes ósseointegrados e doença periodontal: Uma história de sucesso? Saúde Oral, Portugal, Lisboa, 14 jul. 2016. Disponível em: <http://www.saudeoral.pt/insights/implantes-osseointegrados-e-doenca-periodontal-uma-historia-de-sucesso/>. Acesso em: 23 set. 2017.

ROMEIRO, Rogério de Lima; ROCHA, Rosilene Fernandes da; JORGE, Antonio Olavo Cardoso. Etiologia e tratamento das doenças periimplantares. 2010. 8 f. TCC (Graduação) - Curso de Odontologia, Unesp, São José dos Campos, 2010. Disponível em: <https://www.metodista.br/revistas/revistas-metodista/index.php/Odonto/article/view/2035/1995>. Acesso em: 22 set. 2017.

GENNARO,Gabriela, et al. A importância da mucosa ceratinizada ao redor de implantes osseointegrados. Salusvita,Bauru, v. 27, n. 3, p. 393-401, 2007. Disponivel em:

<https://secure.usc.br/static/biblioteca/salusvita/salusvita_v26_n3_2007_art_09.pdf>.Acesso em: 22 set.2017.

Publicado
14-03-2018
Como Citar
Ansolin, G., Cardoso, G. M., Götz, R. H., Martinazzo, N., Silva, L. R. da, Imanishi, S. W., Muniz, M. da S., & Dirschnabel, A. J. (2018). A importância do estabelecimento e manutenção da saúde bucal em pacientes submetidos a implante dentário. Ação Odonto, (2). Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acaodonto/article/view/15986
Seção
Resumo Categoria II