Amelogênese imperfeita desencadeia problemas estéticos e funcionais

  • Lorenzo Wiest e Vieira de Lemos
  • Regis Fernandes do Prado
  • Thiago Bortolozzi
  • Vitor Alberguini
  • Icaro Matheus Roesler
  • Maria Ignez Zaions
  • Marcelina Mezzomo Debiasi
  • Grasieli Ramos

Resumo

A amelogênese imperfeita é uma alteração de caráter genético que afeta o esmalte dentário dos dentes temporários e permanentes. Pode provocar, como consequência, hipersensibilidade dentária, perda da dimensão vertical e comprometimento a nível estético. A intenção com este trabalho é identificar e descrever os aspectos clínicos e os possíveis tratamentos para a anomalia. O processo de formação do esmalte dentário conta com três etapas principais: deposição da matriz orgânica, mineralização da matriz e a maturação do esmalte. Uma falha em qualquer destes estágios determinada geneticamente pode gerar alguma anomalia. O fenótipo apresentado depende do gene afetado, da localização, do tipo de mutação e da proteína acometida. Assim, podem estar afetados os genes responsáveis por 90% da transcrição da amelogenina, enamelina e calicreína. Esses defeitos na formação do esmalte podem ser divididos ao longo desses processos, criando quatro padrões principais: hipoplásico, hipomaturado, hipocalcificado e hipomaturado-hipoplásico. Alterações ocasionadas na fase de deposição da matriz orgânica são chamadas hipoplásicas, as que ocorrem durante o período de mineralização são hipomaturas e, na fase de mineralização do esmalte, são as hipocalcificadas. Em um tratamento adequado é importante diagnosticar e classificar corretamente essas alterações. Parte de um plano complexo de restauração depende da severidade da condição, podendo existir uma inter-relação de disciplinas, combinando terapia ortodôntica, cirurgia ortognática, cirurgia periodontal, prótese dental, múltiplas extrações dentárias, restaurações estéticas, confecção de coroas, próteses, sendo sempre necessária uma boa higiene oral para o sucesso do tratamento. O tratamento é complexo em estágios avançados de destruição da estrutura dentária. O planejamento e a escolha da melhor alternativa de tratamento dependem do nível socioeconômico, faixa etária e gravidade da anomalia do paciente. Contudo, é possível restabelecer a funcionalidade e a estética dental, assim, um bom tratamento intervém positivamente na autoestima e no comportamento dos pacientes.

Palavras-chave: Amelogênese imperfeita. Odontologia. Estética dental.

Publicado
14-03-2018
Como Citar
Lemos, L. W. e V. de, Prado, R. F. do, Bortolozzi, T., Alberguini, V., Roesler, I. M., Zaions, M. I., Debiasi, M. M., & Ramos, G. (2018). Amelogênese imperfeita desencadeia problemas estéticos e funcionais. Ação Odonto, (2). Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acaodonto/article/view/15973
Seção
Resumo Categoria I