Síndrome da ardência bucal: relato de caso clínico

  • Bruna Regina Rodrigues Alves Universidade do Oeste de Santa Catarina

Resumo

A síndrome da ardência bucal é uma condição crônica e multifatorial caracterizada pelo ardor na mucosa bucal, sem lesão aparente, não muito comumente encontrada na população. Com o presente artigo buscou-se elucidar informações pertinentes sobre o assunto ao cirurgião-dentista e assim contribuir para a melhoria da saúde bucal. Relato do caso clínico de paciente com 62 anos, sexo feminino, que compareceu à clínica da Universidade do Oeste de Santa Catarina para atendimento odontológico relatando sentir sensação de ardor na cavidade bucal, principalmente na região do palato, onde ela faz uso de prótese total superior. Levantou-se a possibilidade de o incômodo estar associado ao trauma relacionado ao uso de prótese, ou, ainda, a problemas de ordem psicológica, pelo relato da paciente durante a anamnese. Procedeu-se ao exame clínico e posterior acompanhamento do caso. Em consulta seguida associou-se a condição a fatores psicológicos, sendo realizadas orientações com o intuito de melhorar suas condições de saúde bucal, tendo em vista que o tratamento para a SAB nessa situação é paliativo com vistas à melhoria da qualidade de vida com declínio nos fatores atenuantes da dor.

Palavras-chave: Ansiedade. Mucosa bucal. Palato duro. Síndrome da ardência bucal.

Publicado
20-03-2018
Como Citar
Alves, B. R. R. (2018). Síndrome da ardência bucal: relato de caso clínico. Ação Odonto, (2). Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acaodonto/article/view/15957
Seção
Artigo revisão de literatura/casos clínicos