Halitose e seu impacto social

  • Carolini Gallo Paglia UNOESC
  • Marina Andreoni Bonetto UNOESC
  • Rodrigo Cecconello UNOESC
  • Soraia Maria Hack Comunello Unoesc
  • Roberto Cezar do Amaral Unoesc
  • Fabio José Dallanora Unoesc
  • Lea Maria F. Dallanora Unoesc

Resumo

O mau odor na cavidade oral é um fator de preocupação para a sociedade por ser desagradável tanto para a própria pessoa quanto para as outras com as quais ele se relaciona. Apresenta etiologia multifatorial e sua maior causa é de origem intraoral, a qual é provocada por fatores locais, como língua saburrosa, biofilme interdental, doença periodontal e hipossalivação. Neste trabalho pretende-se apresentar um relato de caso sobre halitose e expor suas causas. Paciente do gênero feminino, 46 anos, hipertensa compensada, compareceu a clínica da Unoesc relatando sentir um mau odor toda vez que utiliza fio dental. Após anamnese e exame clínico foi diagnosticado cálculo supra gengival, múltiplas restaurações em resina composta insatisfatórias, provisório no elemento 12 mal adaptado e higienização deficiente. Sabendo-se que a halitose ocorre em meios alcalinos, se origina de gases, conhecidos como odorivetores, verificaram-se que a má adaptação marginal, a rugosidade superficial do provisório do dente 12 e a solubilização do cimento provocaram a impacção de alimentos e a formação de biofilme. Houve então a degradação da matéria orgânica pelas bactérias que ocasionaram a liberação de compostos orgânicos voláteis de origem metabólica resultando na queixa da paciente. Para solucionar o caso foram necessárias a realização de raspagens supragengivais em todos os dentes da boca, a troca de restaurações mal adaptadas, a instrução de higiene oral e a confecção de uma prótese definitiva para o elemento 12. De acordo com os fatos expostos, acredita-se que prótese definitivas bem adaptadas e uma higiene eficiente são os principais fatores para eliminar o mau odor proveniente da cavidade oral, pois a falha nesses pontos gera acúmulo de detritos alimentares, células descamadas e bactérias as quais irão ocasionar a decomposição desse conteúdo, liberando gases e originando a halitose.

Palavras-chave: Halitose. Biofilme. Placa dentária. Prótese provisória unitária.

Biografia do Autor

Carolini Gallo Paglia, UNOESC
Graduanda do curso de odontologia
Marina Andreoni Bonetto, UNOESC
Graduanda do curso de odontologia
Rodrigo Cecconello, UNOESC
Professor do curso de odontologia
Soraia Maria Hack Comunello, Unoesc
Professora do curso de odontologia
Roberto Cezar do Amaral, Unoesc
Professor do curso de odontologia
Fabio José Dallanora, Unoesc
Professor do curso de odontologia
Lea Maria F. Dallanora, Unoesc
Professora do curso de odontologia
Publicado
14-03-2018
Como Citar
Paglia, C. G., Bonetto, M. A., Cecconello, R., Comunello, S. M. H., Amaral, R. C. do, Dallanora, F. J., & Dallanora, L. M. F. (2018). Halitose e seu impacto social. Ação Odonto, (2). Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acaodonto/article/view/15949
Seção
Resumo Categoria III