Hemostasia e tendência hemorrágica em pacientes odontológicos

  • Lorenzo Wiest e Vieira de Lemos
  • Maria Victoria Orso Thibes Hachmann
  • Daniela da Rocha Pinto
  • Bruna Sanguanini
  • Eduardo Corbani Junior
  • Roberta Vitoria Roman
  • Anderson Nardi

Resumo

É comum os cirurgiões-dentistas depararem-se com pacientes que possuem tendência hemorrágica, portanto é imprescindível o conhecimento sobre os mecanismos da hemostasia. Trata-se de um processo fisiológico cuja finalidade é manter o sangue em estado fluído dentro dos vasos sanguíneos quando lesionados. O objetivo com este trabalho é conhecer o processo hemostático e seus mecanismos e aplicá-los corretamente no exercício da profissão odontológica. Trata-se de uma revisão de literatura cujo levantamento bibliográfico foi baseado em artigos da base de dados SciELO e em livros de fisiologia humana. Para estancar o sangramento em casos de injúrias, os mecanismos da hemostasia devem ser ativados. Logo que o traumatismo vascular é causado ocorre a vasoconstrição por meio da contração da musculatura lisa, diminuindo o fluxo sanguíneo. Em seguida as plaquetas são ativadas e agregam-se ao local da lesão, aderindo umas às outras e formando um tampão plaquetário. Simultaneamente, a cascata de coagulação é ativada por meio da via intrínseca, que ocorre no interior dos vasos sanguíneos, e da via extrínseca, na qual o sangue extravasa dos vasos para os tecidos conjuntivos. Essas vias convergem para uma via comum, resultando na etapa final da coagulação, na qual é ativada a protrombina em trombina, e o fibrinogênio em rede de fibrina, formando um coágulo para o preenchimento da lesão. Após o reparo da parede vascular ocorre a fibrinólise, processo no qual o coágulo é dissolvido pela plasmina por meio da digestão da rede de fibrina. Quando práticas clínicas são realizadas é necessário que o odontólogo faça perguntas aos pacientes sobre sangramento, cicatrização de ferimentos e uso de medicamentos. Caso haja suspeita de tendência hemorrágica é necessário auxílio de exames laboratoriais para mostrar a contagem de plaquetas, os tempos de sangramento, coagulação, protrombina e tromboplastina parcial ativada. Posteriormente, exames especiais mostrarão quais os procedimentos que deverão tomados.

Palavras-chave: Hemostasia. Coagulação. Tampão plaquetário. Fibrinólise. Lesão vascular.


 

Publicado
14-03-2018
Como Citar
Lemos, L. W. e V. de, Hachmann, M. V. O. T., Pinto, D. da R., Sanguanini, B., Corbani Junior, E., Roman, R. V., & Nardi, A. (2018). Hemostasia e tendência hemorrágica em pacientes odontológicos. Ação Odonto, (2). Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acaodonto/article/view/15870
Seção
Resumo Categoria I