Fisiologia da mastigação e deglutição

  • Janaine Klafke
  • Isadora Antunes dos Santos
  • Charline Cover
  • Leandro Vieira de Brito
  • Maria Eduarda Mattos Paes
  • Naraiane Dall Oglio
  • Anderson Nardi

Resumo

A mastigação e a deglutição são os processos mais importantes do sistema estomatognático, os quais têm como função a divisão mecânica dos alimentos e a modificação da consistência do bolo alimentar, tornando-os facilmente difusíveis, a fim de assegurar sua absorção intestinal. O objetivo com este trabalho foi descrever o funcionamento do aparelho mastigatório e as possíveis alterações fisiológicas, esclarecendo alguns sintomas frequentes em ambiente odontológico. O levantamento dos dados para a revisão bibliográfica foi realizado por meio de artigos obtidos nos bancos de dados SciELO e Google Acadêmico, bem como em livros de fisiologia e anatomia humana. O processo da mastigação, auxiliado pela salivação, visa à degradação mecânica e química dos alimentos, com finalidade de obter o bolo alimentar apto para ser deglutido. É dividido em três fases: incisão ou mordida, trituração e pulverização. A deglutição consiste na condução do bolo alimentar, com o auxílio de movimentos peristálticos e saliva, até o estômago; é dividida em três estágios: voluntário, faríngeo e esofágico. Anatomicamente, o sistema estomatognático compreende alguns ossos do crânio e todos os da face, arcos dentais superior e inferior, articulação temporomandibular, glândulas salivares, músculos da mastigação e inervação específica de pares craniais. A disfagia trata-se de uma alteração nos processos de mastigação e deglutição, caracterizada por dificuldade ou incapacidade de mastigar e/ou engolir. É classificada como um sintoma comum em diversas doenças que afetam o sistema neurológico e/ou neuromuscular do indivíduo, de maneira aguda ou crônica, ou ainda de origem atípica. Em ambiente odontológico, o paciente portador de disfagia tem mais facilidade para engasgar e sufocar, sendo necessário atenção especial para evitar possíveis acidentes. Assim, é fundamental o conhecimento do cirurgião-dentista sobre os mecanismos da mastigação e deglutição para realização do diagnóstico correto e do tratamento adequado das patologias bucais, a fim de atenuar ou resolver possíveis distúrbios e melhorar a vida do paciente.

Palavras-chave: Mastigação. Deglutição. Disfagia. Fisiologia. Odontologia.

Publicado
14-03-2018
Como Citar
Klafke, J., Santos, I. A. dos, Cover, C., Brito, L. V. de, Paes, M. E. M., Dall Oglio, N., & Nardi, A. (2018). Fisiologia da mastigação e deglutição. Ação Odonto, (2). Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acaodonto/article/view/15869
Seção
Resumo Categoria I