Cuidados no tratamento odontológico em pacientes anticoagulados

  • Carolina Lucia Milani UNOESC - UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA
  • Waleska Tychanowicz Kolodziejwski
  • Ingridy Paula de Godoy
  • Rafhiza Amel Roesener Salha
  • Fabiola Remor
  • Anderson Nardi

Resumo

A coagulação sanguínea permite a redução da perda de sangue no caso de hemorragia. Pessoas com transtornos de coagulação e que façam uso de anticoagulantes ou antiagregantes plaquetários requerem maior atenção e cuidados especiais durante a prática odontológica. O objetivo com este trabalho foi apresentar os cuidados no tratamento odontológico de pacientes anticoagulados, bem como os medicamentos dos quais eles fazem uso. Trata-se de uma revisão de literatura, cujo levantamento bibliográfico foi obtido por meio de livros de Farmacologia Clínica e Ação Terapêutica, sendo utilizados quatro artigos científicos das bases de dados SciELO e PubMed. As coagulopatias podem ser hereditárias ou adquiridas, caracterizando doenças como hemofilia, doença de von Willebrand e trombose venosa. Para controle destas são empregados medicamentos como Dipiridamol (Persantin®), Clopidogrel (Plavix®), Heparina Sódica (Liquemine®) e Varfarina (Marevan®), sendo indicados para pacientes com histórico recente de AVC, tromboses, embolias decorrentes da implantação de próteses valvulares e redução da agregação plaquetária. Por apresentar uma excelente taxa de biodisponibilidade, o anticoagulante mais largamente utilizado é a Varfarina (Marevan®), que bloqueia diversas etapas na cascata de coagulação, diminuindo a formação da fibrina. Pacientes anticoagulados não apresentam restrições para tratamentos odontológicos, apenas cuidados por parte do cirurgião-dentista com a utilização de sugadores, realização de moldagens, bordas da película de raio-X e principalmente durante cirurgias; desde a aplicação da anestesia local, quando possível não se deve realizar anestesia troncular (pois apresenta alto risco de hematomas), além de ser importante evitar a extração simultânea de mais de um elemento dentário e sempre suturar adequadamente o local do procedimento. São utilizados durante e/ou após os procedimentos cirúrgicos métodos auxiliares na hemostasia, como antifibrinolíticos (ácido tranexâmico), selante de fibrina, esponja hemostática e gelo. É importante que o cirurgião-dentista conheça o histórico médico do paciente por meio de uma rigorosa anamnese e se familiarize com os medicamentos por ele usados.

Palavras-chave: Anticoagulantes. Coagulação. Odontologia. Pacientes anticoagulados.

Publicado
04-08-2017
Como Citar
Milani, C. L., Kolodziejwski, W. T., Godoy, I. P. de, Salha, R. A. R., Remor, F., & Nardi, A. (2017). Cuidados no tratamento odontológico em pacientes anticoagulados. Ação Odonto, (1). Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/acaodonto/article/view/13552
Seção
Resumo Categoria I